Expiação

Nada mais natural que não se dê muita importância para o seu estado atual... A sua grande preocupação era garantir as condições para que o seu amor não fosse um desperdício de adrenalina... Um mundo onde as coisas eram boas e bonitas, onde acreditava-se que o tal amor valia a pena, onde a busca pelo próprio prazer não era o mais importante, mas fazer o melhor para as outras pessoas, fazer o bem, sem pensar na própria perda, e sim pensar que sempre chegaremos mais longe e com uma qualidade de vida social melhor se fizermos o bem coletivo...
Fuja desse estado de espírito que vai consumindo aos poucos a adrenalina que te resta... 
Mas esse não é o mundo que vivemos, e sim em um que poderíamos denominar como individualista, que de fato é!
Onde ninguém quer desperdiçar adrenalina por outro ser... Onde não conseguimos enxergar o próximo a dois passos de nós... Olhamos para frente e só enxergamos o nosso próprio traseiro... Mas o que nos permite ser tão egoísta? O que de fato nos levou a essa cegueira?
Somente em um aspecto nos preocupamos com o nosso próximo, quando é pra falar da vida alheia, onde de fato nada disso não nos interessa.
Mas gostamos disso, pois o mau-caratismo está na nossa corrente sanguínea, e o fundamental em tudo isso é que conseguimos enxergar o nosso individualismo, mas o nosso trabalho espiritual é o motivo pelo qual conseguimos ocultar isso em nós...

Por Bhrunno Bianchi