Valorize O Futuro Quando Ele Chegar

Antes de dormir, agradeça, pois você corre o risco de não acordar mais, corre o risco de não ver as pessoas que ama, de não poder contribuir com as pessoas do trabalho, de não ver os amigos da escola, de não tomar o delicioso café da manhã preparado por sua mãe, de não poder abraçar o seu pai e perguntar, quando ficou o jogo ontem? De não poder retornar a ligação da sua paquera, corre o risco de ir embora sem ao menos ter valorizado pessoas que sempre estavam do seu lado nos momentos difíceis, agradeça por elas, pois irão lembrar eternamente e com muito carinho das suas risadas dos seus olhares, e que sempre continuaram a rezar por você, que não vão deixar suas experiências morrerem nas memórias das outras pessoas que a conhecia, então não corra o risco de fechar as cortinas sem ter valorizado essas pessoas, agradeça as refeições, as chuvas, o dia de sol, agradeça pela vida, o tapa que sua mãe lhe deu pela sua desobediência, o “não vai sair” do seu pai, pois eles estavam apenas querendo te proteger, tudo para o seu bem, enquanto você corria pro seu quanto querendo o pior pra eles depois de uma resposta negativa.
Diga eu te amo, porque hoje pode ser a ultima oportunidade, a pessoa pode ficar sem saber o verdadeiro sentimento que tinha por ela, dê importância para o hoje, pois o amanhã está muito longe de chegar, e esqueça do futuro por que ele não nos pertence, viva o futuro quando ele se tornar presente, viva a presença de sua importância, dê importância, construa amizades, destrua a solidão, freqüente mais a missa, não perca tempo, liga, e diga o quanto você gosta de conversar, de estar com ele, chame-o pra sair mais vezes, não passe muito tempo na Internet, passe mais tempo em corpo presente, pois as pessoas vão sentir muito mais sua falta, do que quando esta offline. Li em algum lugar que quem não corre riscos, corre atrás, então corra risco, porque assim pode está na frente...
Pode não levar isso em conta, mas depois não adianta reclamar por que quis dormir mais cinco minutinhos..


Por Bhrunno Bianchi