E Se a Vida Não Fosse Feita De Escolhas?

Ainda que eu pudesse gritar e dizer tudo o que sinto por você, as pessoas não fariam idéia do que estaria falando... Por que nem eu entendo, também não conseguiria nomear esse sentimento, que às vezes dói tanto, e a solução que encontro para aliviar essa dor é a que todos nós encontramos nos momentos mais difíceis ou felizes da vida, eu limpo minha face com as lágrimas que não sei se é de tristeza porque tudo parece ter acabado, ou de alegria por ter sido abençoado por fazer parte da sua vida... 
Não me esqueço do dia que recebi sua carta, nem me dei ao luxo de respondê-la, era tudo tão recente e não imaginava que chegaria a esse ponto. Mas obrigado, sua sinceridade me deu mais vida, e com certeza aumentou minha saudade...
Faz tanto tempo que nem sabia o que escrever, por isso estou lhe mandando essa carta, que se você se lembrar, ela é sua, pois é a mesma carta que me mandou, só estou acrescentando algumas palavras... Sabe agora depois de tanto tempo longe consigo entender o que você sentia quando escreveu pra mim, mas a vida nos leva a tomar escolhas, por amor a pátria aqui estou, em pleno campo de batalha, tentando estabelecer a paz, ontem falei isso para uma senhora, e ela me disse – mas com a guerra?
A certeza que tenho é que enquanto o ser humano não respeitar o ser humano por ele ser um ser humano, eu ainda vou continuar aqui tentando estabelecer a paz, mesmo sabendo que não vou está aqui para vê-la reinar, pois isso levará muito, muito tempo... 
Ainda que eu pudesse gritar e dizer o que sinto, as pessoas não me entenderiam... 



Por Bhrunno Bianchi